Trilha de Bray para Greystones na Irlanda
paulinhobasile 1 de abril de 2017

Do sul ao norte, o litoral da Irlanda esconde paisagens paradisíacas. E para os viajantes aventureiros, opções de trilhas não faltam para desbravar a Ilha Esmeralda. A primeira que tirou meu fôlego (literalmente!) foi a trilha de Howth (como já mostrei no blog). Neste inverno, resolvi fazer outra trilha super famosa entre os moradores e visitantes de Dublin: a trilha de Bray para Greystones.

Se você está em Dublin, a primeira coisa a se fazer é ir para uma estação do DART (trem) e comprar sua passagem sentido sul para Greystones. O ticket ida e volta custa em torno de 6,50 euros e há trens que vão e vêm durante todo o dia em intervalos de aproximadamente meia hora (aos domingos os intervalos são maiores).

Bray e Greystones são dois vilarejos literâneos vizinhos e há uma estação de trem em cada um. Ou seja, é possível tanto fazer a trilha de Bray para Greystons quanto ao contrário. Eu particularmente prefiro fazer de Bray para Gresytones, porque dependendo da época do ano é possível pegar melhores temperaturas e céu aberto no começo do dia em Gray, onde há praia, e tirar melhores fotos. Por outro lado, se for verão, vale a pena fazer o caminho inverso e aproveitar o por-do-sol nas praias de pedra de Bray.

A trilha de Bray para Greystones é identificada por setas desde a saída da estação, porém em Bray há duas opções: a primeira, mais fácil (optei por essa, ainda sou iniciante na arte de fazer trilhas!), margeia um monte que há no final da praia, seguindo os trilhos do trem que separa as duas cidades. É uma trilha gostosa, com pequenos cliffs e paisagens que unem o verde da costa das montanhas onde passa o caminho com o azul esverdeado do mar.

Já a segunda trilha requer um pouco mais de fôlego, uma vez que ao invés de margear o morro, ela sobe até seu cume, onde há uma cruz gigante, e depois desce por toda sua encosta. Tenho certeza que a vista deve ser de cair o queixo, porém achei melhor deixar para uma próxima vez.

Veja um vídeo sobre alguns momentos da trilha:

Ao chegar em Greystones, após mais de 6 km de trilha, é possível entender o porquê de seu nome, com suas praias sem areia, mas com milhares e milhares de pequenas pedras cinzas arredondadas. O vilarejo, que tem um quê rústico-caipira, é uma graça, com seus restaurantes tradicionais de fish and chips (prato típico irlandês/inglês) e sorveterias.

Da Mooca para a trilha de Bray para Greystones

logo booking.com
Procurando hostel em Bray?
O Da Mooca para o Mundo faz parte do grupo de afiliados do Booking.com e você pode pesquisar acomodações ao redor do mundo diretamente do plugin abaixo. A gente ajude você nas dicas da cidade e você ajuda o blog a ganhar um dinheirinho para poder viajar mais e dar mais dicas! Vamos viajar?

paulinhobasile

Your comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *